Online gambling

Educação Sexual – pais estão fora!

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

E-mail recebido pela Plataforma-RN

De: Luís Miguel Ferraz
Enviado: sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010 15:52
Para: Escola Secundária da Batalha; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
Cc: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ;
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

Apesar do que diz o Ministério da Educação (os pais são obrigatoriamente informados sobre os conteúdos e materiais da educação sexual dada nas escolas – vejam o email que envio em anexo), a verdade é que o assunto é abordado em várias aulas, por professores cuja preparação desconhecemos em absoluto, com ideias e valores que não fazemos a mínima ideia quais sejam (não afirmo que sejam maus, apenas que não os conheço).

O que me parece é que a actual política educativa está cada vez mais virada para uma formatação das cabeças das crianças para uma educação sexual unívoca, pragmática e apenas preocupada que não engravidem nem apanhem sida. Quanto à liberdade de escolha dos projectos educativos, é “todos são livres de escolher, desde que escolham o que nós queremos”.

Mais uma prova disso é a organização de excursões em massa para a exposição “Sexo... e então?”, no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa. Os pais são informados do que os alunos vão ver? Duvido. Prova disso é a próxima expedição da Escola Secundária da Batalha, com esse destino. No papel enviado aos pais, está a indicação “visita ao Pavilhão do Conhecimento”. Sobre o que lá está, nem uma palavra. É correcto ocultar assim aos pais esses conteúdos, sabendo-se que é sobre uma questão tão delicada como a educação sexual, cujos primeiros responsáveis são os pais, inclusivamente com o direito de escolherem que tipo de educação querem dar aos filhos?
Não vi a exposição, pelo que não me pronuncio sobre se é adequada ou não. Nem é isso que está em causa. O grave nesta situação é esconderem aos pais aquilo que andam a fazer com os alunos. Apesar das muitas reportagens a dizer bem da coisa, ou não fosse politicamente correcto concordar que as crianças precisam de informação para a vida, sabemos que em assunto tão delicado é aos pais que compete decidir. E o assunto nem é assim tão evidentemente positivo. Como exemplo, deixo abaixo o link para a reportagem feita pela SIC (as crianças não me parecem nada convencidas de que aquilo seja para a idade delas) e dois textos de quem sabe o que é (com acusações graves aos conteúdos).
Compete aos que são pais, ver, ler e decidir se querem ser eles a escolher a educação dos filhos, ou se preferem lavar as mãos e deixar que sejam um professor qualquer (por muito bom ou bem intencionado que seja) a tratar desse assunto...
Por mim, proibi a minha filha de ir a essa excursão. Apesar da tristeza dela em ser a única que não vai, porque muitos pais, de certeza, não fazem a mínima ideia de para onde eles vão.
Partilho esta reflexão com a escola da Batalha, com a associação de pais, e com algumas outras entidades e amigos.
Cumprimentos a todos,
Luís Miguel Ferraz

O vídeo: REPORTAGEM SIC - CLIQUE AQUI PARA VER

E-mail anexo referido acima: CLIQUE AQUI PARA VER

Texto 1: CLIQUE AQUI PARA VER

Texto 2: CLIQUE AQUI PARA VER

 

 

 

 

Newsletter


Videos em destaque