Família vai à luta!

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Denúncia

Família vai à luta!

Família é obrigada a ir à luta contra a prepotência do Estado, através do Governo (PS) acompanhado dos seus servidores (directores das escolas), na tentativa de expropriar aos pais a educação dos seus filhos.

Como é de todos sabido, no ano lectivo 2018/2019, foi introduzida uma nova disciplina no ensino em Portugal, “Cidadania e Desenvolvimento”, com conteúdos de mera promoção ideológica.

Uma família, no exercício das suas competências e liberdades, logo no início do ano lectivo 2018/2019, informou a escola e o próprio Sr. Ministro da Educação, bem como o Sr. Primeiro Ministro, e o Sr. Presidente da República, de que não autorizava que os seus filhos participassem na referida disciplina, num acto de pura resistência pacífica à tentativa de imposição, como curricular, de uma disciplina, que invade o espaço educativo que pertence aos pais.

Imagine-se que foi ditada a sentença, primeiro, por Despacho do Sr. Secretário de Estado da Educação, Doutor João Costa (Fevereiro 2020) e, muito recentemente, por Despacho do Sr. Director da Escola [a)], anulando a decisão do Conselho de Turma(!) referente ao ano lectivo 2018/2019. A anulação da decisão do Conselho de Turma visa reter dois dos filhos daquela família no ano que frequentavam naquele ano lectivo, e que aí fiquem retidos até que os pais se dignem autorizar a participação nas referidas aulas!

O caso vai acabar em tribunal.

a) A título de curiosidade é bom saber-se que estamos a falar tão somente de uma família que deu 6 alunos àquele Agrupamento de Escolas, e que todos eles, em todos os anos que frequentaram aquele Agrupamento, foram distinguidos no Quadro de Excelência, ou reuniam condições para isso, além de terem um registo exemplar enquanto alunos/cidadãos e estarem sempre disponíveis para representar a Escola em diversas actividades tais como: concertos, concursos de matemática, leitura, biologia, química, etc.

 

Newsletter


Videos em destaque