Online gambling

Igreja reafirma posição sobre Educação Sexual e faz apelo ao pais (RR)

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF


Igreja reafirma posição sobre Educação Sexual e faz apelo aos pais


Os Bispos Portugueses pedem aos pais que sejam mais interventivos junto da escola, nomeadamente no que diz respeito ao ensino da disciplina de Educação Sexual.



A mensagem foi divulgada, esta tarde, no final da Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), que decorreu em Fátima.

Os Bispos lembram que é importante que os pais estejam atentos e acompanhem o que se passa na escola.

D. Jorge Ortiga reafirma que a disciplina de Educação Sexual não deve ser obrigatória e apelou aos encarregados de educação para que sejam mais interventivos.

“Não estamos contra a Educação Sexual. Parece-nos que dentro daqueles parâmetros que a escola quer oferecer, ela deve ser subsidiária (…) em relação aos pais, que são os primeiros educadores”, disse o presidente da Conferência Episcopal.

O Arcebispo de Braga pede aos  pais que estejam “atentos ao que está a acontecer” e “não devem permitir que determinados ensinamento sejam veiculados por professores, embora possam estar mandatados e credenciados para isso”.

Aos professores, os Bispos pedem que tenham em conta que a sexualidade não se resume a momentos e comportamentos.

Relativamente aos recentes acontecimentos com a disciplina de Educação Moral e Religiosa  Católica, a CEP considera que o problema está ultrapassado, porque o Ministério da Educação decidiu retomar o diálogo.

Sobre o Testamento Vital, a Conferência Episcopal reitera que não é contra, mas alerta para a necessidade de a sociedade civil ser devidamente esclarecida e lembra que a prioridade é lutar contra a cultura da morte e promover a cultura da vida e da solidariedade.



RV/Paula Costa Dias

http://www.rr.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=95&did=59707










 

Newsletter


Videos em destaque