Comunicado da Federação Portuguesa pela Vida - 19 de Maio de 2009

Quinta, 30 Julho 2009 20:33 Artigos diversos
Versão para impressão

Vai deixar que o Governo português seja igual?

 

 

O que Governos irresponsáveis podem fazer quando seguem ONGs ligadas à promoção do aborto e da promiscuidade.

 

 

A propósito da Educação Sexual nas Escolas - Comunicado da FPpV

 

A Direcção da Federação Portuguesa pela Vida

Isilda Pegado

 

Lisboa, 19 de Maio de 2009

 

 

Amanhã, a Comissão de Ciência e Educação da Assembleia da Republica prosseguirá no debate na especialidade da Lei de Educação Sexual (Projecto-Lei 66o/X PS).

 

O País tem assistido a um verdadeiro desfilar de situações chocantes que ocorrem nas nossas escolas, e à indignação de milhares de pais e encarregados de educação com as soluções que aquele Projecto-Lei contém.

 

Em 2005 a actual Ministra da Educação suspendeu a educação sexual então em vigor e nomeou um grupo de trabalho presidido pelo Professor Daniel Sampaio que elaborou orientações há menos de dois anos.

 

O País não sabe hoje quem define a politica de Educação Sexual nas escolas, se a Ministra da Educação, se o grupo parlamentar do PS (através da JS). Não se sabe como serão conciliadas as duas realidades dentro da escola.

 

Face à desorientação e alarido social gerados, a Federação Portuguesa pela Vida em carta aberta ao Provedor de Justiça, lança um apelo de legalidade e respeito pelo cumprimento dos mais elementares direitos, liberdades e garantias numa sociedade inclusiva como a que se pretende neste século XXI.